Escolha uma Página

Essa foi uma pergunta que fiz a mim mesma depois que descobri que faço parte dessa lista de alérgicos, que vem crescendo muito. Algumas pessoas já nascem com a intolerância e outras adquirem ao longo dos anos, que foi o meu caso. Mas afinal, intolerância à lactose tem cura?

Quais os sintomas?

Comecei a suspeitar que toda vez que comia alguma coisa sentia distensões abdominais, dores abdominais, indigestões, náuseas, flatulências e dores no estômago sem imaginar o que poderia ser que estivesse causando isso até que fiz um exame onde constatou intolerância à lactose. Outras partes do corpo podem ser afetadas por conta da alteração das mucosas intestinais e sintomas como abatimento, cansaço, nervosismo, transtornos no sono, falta de concentração e até problemas na pele. Nossa!!! Estou com tudo isso e mais um pouco mas mesmo assim não deixo de me exercitar todos os dias.Mesmo com dor estou eu lá correndo ou fazendo exercícios em casa. Esforçada eu??? nem tanto porque a única coisa que tenho que dar mais atenção são quanto aos hábitos alimentares que ainda dou uma escorregadinha. Portanto fica o puxão de orelha!!!

O que é intolerância à lactose?

No leite encontramos o açúcar, seja no leite materno, vaca, cabra, ovelha e nosso intestino delgado tem como função quebrar toda essa enzima produzida pelo açucar e como toda essa enzima não é toda digerida ou quebrada, ela passará para o intestino grosso e ali será decomposto pelas bactérias presentes nele, gerando todos aqueles sintomas desagradáveis.Essa intolerância causa uma inflamação na flora intestinal conhecida como Disbiose que é caracterizada por um aumento da microbiota patogênica, o que afeta as funções do trato intestinal.

Existem 3 tipos de intolerância à lactose:

A intolerância primária é genética que é incurável já que a perda da enzima lactase é gradual e progressiva; a intolerância secundária é curável, já que é provocada por algum dano intestinal temporário e a intolerância congênita que é rara e incurável, já que é provocada por um defeito congênito ou genético. É importante também que não haja confusão entre a intolerância à lactose que vem de uma deficiência enzimática com a chamada APLV (alergia à proteína do leite de vaca), que é uma reação imunológica à proteína do leite.

Intolerância à lactose tem cura? Tem remédio?

Para ajudar nesse processo antinflamatório a combinação de probióticos + Glutamina será uma boa pedida, lembrando que a mudança radical nos hábitos alimentares contribuirá e muito para que você tenha uma vida melhor. Os Probióticos vão refazer a flora intestinal danificada e auxiliar na reversão do processo inflamatório e a Glutamina ajudará a diminuir a translocação bacteriana, possuindo uma ação reparadora na mucosa, estimulando o crescimento de vilos e aumentando a capacidade absortiva, mas o que são vilos? É um aminoácido que serve como principal fonte energética para as células da mucosa probiótica e certas células imunes. Sem a glutamina suficiente, pode ocorrer atrofia das células intestinais e prejuízo na função imunológica.

Dicas para uma vida mais saudável

  • Beber muita água ajuda a limpar seu organismo.
  • Chá de Hortelã: auxilia na digestão e ameniza as dores.
  • Chá de Camomila: acalma o intestino e o estômago além de auxiliar na digestão e no tratamento de diarreia.
  • Chá de Espinheira Santa: Bom tomar quando se tem azia, refluxo, porque protege a mucosa gástrica.

Quanto à alimentação e medicamento lance mão da visita à um bom especialista que ele com certeza te ajudará a encontrar uma maneira mais prazerosa para ter uma qualidade de vida melhor.

Tenha certeza que você encontrará outros alimentos que poderão substituir ou pelo menos a fazer a escolha certa para não passar mal.

Posts Relacionados

Tipos de calças jeans – dicas que caem bem! Jeans, o mundo veste blue! Olá meninas, hoje convidei minha amiga e colaboradora Lizandra, para falar sobre tipos de calças jeans. Vamos ver suas con...
Acidentes domésticos com crianças Como prevenir acidentes domésticos com crianças As crianças pequenas não tem capacidade para avaliar o perigo. E até os 3 anos de idade, elas têm o c...
Cuidados com crianças no verão Cuidados com crianças no verão Verão quase chegando e já esse calor!!! O jeito é curtir da melhor maneira possível. Lembrando que temos que redobrar ...

Receba nossa Newsletter

Inscreva-se para receber nossa Newsletter e fica por dentro de dicas de moda e bem estar!

A gente dá pitaco em tudo: roupa, cabelo, perfume, maquiagem, fitness, viagem e horta.

E por aí vai...

Sua inscrição foi um sucesso!